Monday, March 06, 2006

voltei a pensar na nadia. na felicidade.
no que temos e no que somos, e no quanto do que somos é o que queremos ser.
quanto da minha felicidade é auto-imposta? e quanto é altro-imposta? quanta é real, em im? quanta é real, na realidade? quanto do quanto que somos felizes depende de nòs, de uma escolha nossa?