Wednesday, June 14, 2006

(as coisas que aprendo quando falo contigo, anjo)
porque me é mais dificil partilhar a felicidade que a tristeza com quase-estranhos.
porque para mim partilhar felicidade implica mais intimidade, que talvez nao tenha aqui.
ou talvez esta minha felicidade esteja mais perto de ser absoluta que a tristeza que sinto. e talvez seja a partilha de o-que-quer-que-seja de absoluto que me exige intimidade.