Monday, July 03, 2006

"nao ha dor, com este homem. basta o subir e descer da sua voz, basta ouvi-lo, para me tranquilizar."

"se é um defeito meu, que seja, paciencia. nao resta nada em mim que me permita preocupar-me com as grandes adversidades do mundo."

"é por isso que temos de aceitar as coisas quando elas acontecem, porque nao mudam nada."

"é a coisa mais simples que ja fizemos. nao lixes tudo pensando que é mais do que isso. tu nao pensas e eu nao quero. nao tem de ser mais do que isso."

"os musicos tinham de facto posto a nu as mais jovens e inocentes das nossas ideias de vida, o indestrutivel desejo ardente daquilo que as coisas nao sao nem nunca podem ser."

"pensa ainda: tao meticulosamente avaliadora de si mesma e tao completamente iludida."

"como se alguma coisa pequena, mas comovente, fosse ali venerada."

Philip Roth - A mancha humana
(e mais virà...!)