Thursday, August 24, 2006

coisas sobre paris, sobre mim em paris, sobre mim tout court (incluindo esta minha irritante dependencia em estrangeirismos)

1. gosto mesmo de paris
2. gosto M E S M O de paris
3. foi mesmo bom, subir as escadas em caracol da sainte-chapelle, para, admito, nao a conhecer, mas, pelo menos, a reconhecer (e, once again, obrigada, pais, pelo privilégio de reconhecer detalhes em cidades como paris, porque me levaram là)
4. a visita guiada à sainte chapelle foi tao boa, que me relembrou que um dia talvez queira ser guia
5. o jean nouvel, um senhor arquitecto, tem, pelo menos, duas coisas mesmo bonitas em paris: o quai branly (museu de etnologia maravilhoso) e o instituto do mundo arabe.
6. a alexia, estar com ela, é mesmo bom. reconhecer, ainda, a nossa amizade, e perceber que a distancia nao estraga tudo. que nao é verdade que longe da vista, longe do coraçao.
7. o luxo de morar em casa de parienses e perceber que gosto da vida que levam. pensar que talvez um dia tenha uma vida aqui.
8. procurar estacoes-quase-fantasma num mapa de metro, para me sentir perto
9. pensar no duarte, e nos seus meses de erasmus em paris, e quase quase o invejar.
10. pensar no meu sobrinho e adorar.
11. street art por todos os lados (e a promessa de fotografias para breve)
12. 3 jours, 3 euros, que me fez ir ao cinema 3 vezes (duas das quais para ver o novo filme do grondy - que genio!, e a outra para ver o transamerica, um filme engraçado sobre preconceitos)
13. o museu do rodin, com uma estatua de duas maos chamada catedral.
14. nao chegasse o re-encontro erasmus, o encontro SVE em paris, com a olcay, o ross e o hilmar.
15. ui, muitas coisas
por agora, estas.