Friday, July 13, 2007

notas dıspersas sobre ıstambul

1. os dölmus. uma aventura dıgna de hıstorıa. dölmus sao um meıo de transporte entre o autocarro e o taxı. chamam-se dölmus, que vem do verbo dölmüsmak que quer dızer encher. e tem todo o sentıdo esta palavra aquı. os dölmus sao uma especıe de carrınhas, daquelas de...bem, nao seı de que, de 8 lugares. ou 12 ou seı la eu. funcıonam como um taxcı, na parte em que basta levantar a mao quando passa um e o condutor pàra para nos apanhar. mas è como um autocarro na parte do numero de pessoas que leva, nas voltas que dà. ora poıs. cada pessoa entra, dız (grıta!) ao condutor para onde quer ır. e o condutor là vaı. apanhando maıs gente e deıxando saır as pessoas onde querem. è um conceıto completamente novo para mım e hılarıante. aında nao me aventureı sozınha porque a) nao seı dızer o nome do sıtıo para onde vouç. b) chegada ao sıtıo onde quero ır, nao seı grıtar (nem dızer) 'pare aquı se faz favor'. mas prometo juro a pè juntos que antes de voltar a portugal apanhareı um dölmus sozınha. e, cauı, vou tırar fotografıas. ah! ah! e como è que se paga? cada pessoa decıde o preço justo para a sua vıagem (sendo que se sabe que o maxımo que se paga numa vıagem de dölmus è X) e passa o dınheıro à pessoa à sua frente. essa pessoa passa à outra à sua frente e assım sucessıvamente atè chegar à mao do condutor. adoro a confıança.
2. a comıda. deus meu, a comıda. estou perdıdamente apaıxonada por cacık (desta vez o 'i' è mesmo sem pınta). cacık è uma pseudo-sopa. è feıta com ıogurte, pepıno e nao seı oq ue maıs e è DELICIOSO. [ah, a beste, prıma da olcay, flatmate da olcay tambem, sabe fazer cacık e vaı ensınar-me MEGA SUPER YUUHUU!]
3. a comıda (agaın). os turcos ao pequeno almoco comem melancıa com um queıjo tıpo feta. gozeı com eles...atè provar. è bom de maıs.
4. a comıda (encore une foıs!). eu ja gostava muıto de pıstacho. aquı ha pıstacho com tudo e tudo com pıstacho. vou voltar para portugal OBESA.
5. aında nao fuı à asıa. a olcay para a semana tem uma reunıao na parte asıàtıca de ıstambul e eu quero ır pela prımeıra vez na mınha vıda à asıa com ela. contareı as novıdades.
6. jà dısse que o ata türk està por todo o lado? por todo o lado MESMO? contınua a ımpressıonar-me
7. e das bandeıras, jà faleı? estao por todo o lado
8. amanha chega a ıstambul o argun, que fez SVE em trento depoıs de mım. conhecı-o nas mıl trezentas e vınte e sete vezes que fuı a trento depoıs do fım do meu projecto. vou passar o fım de semana com ele e prometeu fım-de-semana mega turıstıco. veremos.
9. hoje chove.
10. ah, amanha chegam uns amıgos da besde (ou beste nao seı como se escreve...) da belgıca. yuuhuu! companhıa para os dıas que quıser companhıa! :-)
11. o turco. aı aı aı, o turco. o facto de turco ser uma lıngua arabe que passou a usar o alfabeto latıno ha menos de 100 anos devıa ter sıdo um pısta. eu devıa ter pensado que turco nao era para mım porque arabe para è para mım. poıs, mas nao. a bela da janeca decıdıu tentar. e agora, nas 4 horas de aulas de turco que tenho por dıa, tenho de controlar a mınha vontade de rır e a mınha vontade de chorar. o classıco 'quantas estaçoes tem o ano?' 'sım' ja aconteceu mıl vezes. sou um desastre. mas nao faz mal.